Friday, February 29, 2008

A transsexual born in Cuba, an American catholic guy and an atheist Brazilian girl go to the synagogue...

Não, isso não é o início de uma piada. Isso é minha vida.

Outubro de 2007, durante uma festinha, eu estava conversando com um amigo trans e ele mencionou que costumava ir à gay shul em Chelsea. E, para variar, sempre na minha atitude poliano-alinesca, respondo, na hora:

- Wow! That's awesome! Can I come one day?

And the date was set. Eu iria com ele à sinagoga para o shabbat gay na sexta-feira seguinte. Sei lá como, mas consegui incluir mais uma vítima na piada da minha vida: um "inocente" garotinho católico que também ficou curioso com a idéia.

Nos encontramos no Lincoln Center e fomos a um diner em Chelsea, antes do serviço começar. Comi bacon, óbvio. Com queijo. Só para ser bem kosher.

Chegamos na gay shul: era uma igreja! "Como assim uma igreja, Das?", perguntei, sinceramente puzzled.

- Well, you know how rents in the City are really expensive and all, so they share the space. Since the church doesn't usually use the space on Friday nights, they sublet for the synagogue...
- Cool!

Mais legal ainda! Adorei! Coloquei a kippah, apesar da resistência inicial ("mas isso é coisa de menino..."). O serviço foi legal. Quase todo em yiddish e com mais músicas que a maioria das sinagogas. Não preciso dizer, claro, que havia uma rabina ao invés de um rabino.

O mais surpreendente foi ver que a maioria das pessoas attending o serviço não eram gays: eram casais hétero, aparentemente pais e/ou avós de gays, dykes a trans que iam lá por simpatia pela causa. Bem legal mesmo.

Resultado da noite: minha curiosidade saciada, un transsexual feliz por ter nos apresentado a um mundo alternativo (e que ficou lá até mais tarde para o mourner's kaddish) e um garoto católico traumatizado.

Ah, e se alguém quiser mais info.

2 comments:

Cassy said...

Meu, isso me lembra um episódio do 'Gilmore girls' em que o padre está na igreja rezando uma missa e assim que ele termina entra o rabino (com suas bubbies) o padre tira a cruz da parede e o rabino vai lá e coloca a estrela de David e começa o culto dele!
Realmente, espaço hj em dia é um verdadeiro luxo! Nem os mais chegados da "chefia" escapam. Good Grief!

A. said...

Pois é, me lembrei da mesmíssima coisa!!

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 3.0 Unported License