Tuesday, April 1, 2008

She wore high-heeled shoes while the rest wore flat soles.

Janeiro/2008. Eu em minha costumeira visita ao Sakura Nail & Spa. Ainda fazia aquele frio congelante e eu estava usando meu uniforme de janeiro em NYC: suéter, casaco 7/8, skinny jeans e bota sem salto.

Andando do metrô na 86th com a Lex. até a 2nd Ave. entre a 88th e a 89th, notei que aquele par de botas não seria o companheiro ideal para o resto do meu dia - elas estavam me machucando horrivelmente -, especialmente porque depois de fazer as unhas ainda teria que ir all the way downtown até a Union Square para resolver pendências da vida e dar uma passada no Trader Joe's para comprar meus suprimentos orgânicos de sobrevivência básica.

É, aquelas botas iriam me matar até lá. Saí da manicure decidida a entrar na primeira loja que eu visse e comprar o primeiro par de sapatos que servisse no meu pé e não me machucasse, no matter what.

Dei sorte: atravessando a rua, na primeira loja em que eu entro, o primeiro par que eu vejo é lindo! Scarpins. Salto 9. Parecem de boa qualidade. Vamos ver os detalhes na sola: leather (so far, so good); made in Spain (sapatos europeus nos EUA são raros... ótimo!); Stuart Weitzman. OH MY GOD! STUART WEITZMAN! (ele é quase o Manolo Blahnik!!)

"PRECISO destes sapatos" foi a primeira coisa que me passou pela cabeça. Só faltou ver o tamanho. 7. Por pouco! Geralmente calço 6 1/2 aqui (equivalente ao 35 no Brasil), mas tinha que experimentar assim mesmo... Perfeito! (porque os Stuart Weitzman têm a fôrma pequena). Comprei, óbvio.

Acho que sou das poucas pessoas do mundo que troca botas sem salto por scarpins de salto 9 pelo conforto. Não ainda não me acostumei com flats.

2 comments:

Fred Sorin said...

agora que eu vi
voce tem meu flog nos seus links
que fofaaaaa

AdrenAline said...

Isso é que é uma prima perfeita!

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 3.0 Unported License