Thursday, June 19, 2008

Belle & Sebastian (or my iron lung)

Estive recentemente no Museu Paulista da Universidade de São Paulo, aka museu do Ipiranga. Surpreendeu-me a quantidade de ferros de passar roupa de mil-novecentos-e-dom-pedro-primeiro em exposição.

Um país que ainda briga para poder dizer que nasceu aqui o inventor do avião agora tem que lidar com perguntas gringas do tipo "o avião, não sei se vocês inventaram, mas, a julgar pela quantidade de ferros de passar roupa expostos por aqui, não me recusaria a acreditar que vocês inventaram o ferro de passar roupa."

Acho que essa coisa que brasileiro (ou a maioria de nós) tem de querer estar sempre com a roupa bem passada, ao contrário dos ianques, que mal tiram as roupas da secadora e já as vestem, é uma herança meio genética, meio inconsciente-coletívica, herdada das obsessões da família real portuguesa.

Ave, Pedro!

2 comments:

C.Dias said...

Eu odeio passar roupa e no momento nem mesmo possuo um ferro de passar. Depois de ler seu post estou me sentindo totalmente deslocada dentro da geografia e da história :-( Oh, well...

Paulo Tiago said...

Curioso... eu nunca passei tanta roupa quanto quando eu morava na CA. Minha família tinha nóia com roupa "wrinkled". Um saco.

E eu preciso ir ao Museu, fato.

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 3.0 Unported License