Wednesday, November 5, 2008

Electioneering (or, yes, we can)





No dia 11 de setembro de 2001 eu acordei e fui para minha aula na Pontifícia, como fiz durante quase todas as manhãs daquele ano. Só que, chegando lá ligeiramente atrasada, vi, na entrada do Prédio Velho, que aquela TV que geralmente fica ligada na TV-PUC estava mostrando outra coisa. Achei estranho que eles estivessem passando um filme (ainda mais àquela hora do dia). Se fosse um filme "cult" eu até entenderia, mas era um filme-catástrofe. A primeira imagem que vi quando pisei no Prédio Velho foi a de um avião se chocando contra um prédio gigantesco, numa cidade que parecia Nova York.

"Eu, hein... a TV-PUC agora deu pra passar esses filmes podres de catástrofe, Godzilla e afins...", pensei, antes de seguir meu caminho e entar (atrasada) na sala de aula.

Alguns minutos depois, alguém (que chegou mais atrasado que eu) entra na sala em pânico: "Acabaram de explodir o World Trade Center em Nova York. Um avião. Bateu. Direto. Estão achando que é alguma coisa dos terroristas... alguma coisa a ver com o Oriente Médio. E aconteceu alguma coisa em Washington também!"

Peraí... então não era filme na TV-PUC!

*******

Ontem, 04 de novembro de 2008, passei o dia inteiro em casa, escrevendo o que logo vai virar um extenso tratado de metafísica. Passei várias horas lendo e escrevendo sobre conceitos, propriedades, referência, conceitos uni-dimensionais, zumbis, mundos possíveis, estados mentais e físicos, e neurosciência.

Às 17h37, me dou conta do lamentável estado da minha existência e posto o seguinte comentário no Twitter:

O que a Academia (escola) faz com o ser humano: um dos momentos históricos mais importantes EVER rolando, e eu escrevendo sobre metafísica! ...

and to those who tell us that we can't, we will respond with that timeless creed that sums up the spirit of a people: Yes We Can."

Fiquei esperando o fade-out e os créditos subindo. Nada. (Se os créditos fossem subir na tela, meu nome ia aparecer lá como "Rockefeller Center Extra", o que já era bom o suficiente.)

Então eu lembrei que dessa vez eu tinha realmente uma história importante para contar: no dia 04/11/2008 eu estava no Rockefeller Center. E dessa vez foi bom me dar conta de que o que eu vi na TV era de verdade.

No comments:

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 3.0 Unported License