Tuesday, February 24, 2009

Doves (and other birds)

Mais um aniversário do Respectivo. Além de presente e tal, tem que rolar aquele jantar, já que aniversários são ótimas desculpas para se explorar o ótimo e caríssimo mundo da alta-gastronomia nova-iorquina.

Como sempre, teve aquela reserva com um mês de antecedência e tal e... ontem, enfim, fomos ao Dovetail

Por que o Dovetail?
Porque o Dovetail recebeu 3 estrelas (de um máximo de 4) do crítico de gastronomia Frank Bruni, do New York Times.
Porque o John Fraser é um chef excelente.
A Vera Tong (pastry chef) também é ótima.
E o Dovetail foi eleito pelo site OpenTable.com o diner's choice winner: fit for foodies.
E por aí vai... mas acho que já deu para entender a premissa da escolha.

O serviço foi super atencioso. Conforme havia solicitado quando fiz a reserva, o maître d' já estava a par da lista de pratos que não continham glúten e pôde nos informar logo, sem gaguejar, que pratos poderíamos pedir, ou que mudanças poderiam ser feitas.

Eles inclusive levaram o lance do glúten em conta quando serviram o amuse-bouche - o meu veio com um componente que era um folheado. No do respectivo, substituíram por um combinadinho de legumes. Os outros componentes do amuse-bouche (que não vou lembrar em detalhes, porque não estavam listados no menu) eram interessantíssimos. Um deles era uma espécie de panna cotta com sabores bem exóticos! Aliás, para quem não entendeu 100% a idéia, os amuse-bouches do Dovetail têm essa cara aqui, ó.

De entrada, pedimos o grouper ceviche (um ceviche de garoupa, com pêra, limão e coentro) e a beet salad (salada de picles de beterraba com queijo feta e mâche, que é um tipo de alface).

Pratos principais: o excelente pistachio crusted duck, pato fatiado com uma crosta crocante de pistache, com molho de tâmaras e maçã com endívia grelhada, acompanhado de um caneloni de pato cujo molho era uma redução balsâmica do molho de tâmaras. Excelente é pouco para descrever o quanto estava bom... o Respectivo pediu o grilled venison, cervo grelhado no ponto certo (medium-rare, como é comum nos anos 2000 - antes do anos 90, o ideal da gastronomia clássica era cervo ao ponto/bem passado, mas isso já ficou lá pra trás), acompanhado de couve-de-bruxelas, castanha portuguesa e marmelo.

Eu adoro pato; isso é fato (apesar de ser difícil achar um lugar onde o pato seja bem preparado, não muito gorduroso e servido elegantemente, sem ossos), mas confesso que foi a primeira vez que comi cervo. Não imaginei que fosse gostar tanto - ainda mais estando bem mal passado. Enfim, diferentemente do jantar de aniversário do ano passado, que foi uma comida mais jovem, menos tradicional (a do Harold Dieterle), este ano o jantar foi mais hearty, ótimo para combinar com o clima, já que estava fazendo -4ºC. E, apesar de o princípio culinário do Dovetail ser a culinária francesa e americana, eu achei as porções maiores que as de outros restaurantes de mesmo porte em NY (como o Perilla, o Craftbar, Barbounia ou BLT).

Faltou falar da sobremesa. Como eu disse, as porções eram grandes e não sobrou muito espaço para a sobremesa - e tudo bem, porque essa parte é mais complicada com a história do glúten. De qualquer forma, para ter uma refeição completa, tínhamos que pedir alguma coisa: optamos pelo frozen greek yogurt parfait, iogurte grego a ponto de sorvete, com gomos de mini-tangerina e acompanhado de sorbet de tangerina. Contando assim, não parece nada excepcional, mas era. Prometo.

Depois de uma das melhores refeições ever em NY, infelizmente, era hora de deixar o Upper West Side e pegar o metrô (ugh!) de volta ao Bronx.

Ah, e se alguém se preocupou com a conta: sim, ela não foi das menores (3 estrelas no NYT têm lá seu preço...), mas com pratos que têm apresentações como estas e são preparados de maneira fenomenal, quem se importa?

2 comments:

Beta said...

água na boca só de ver!

Beta said...

olha, pior que gostos são diferentes MESMO! quem postou foi a Amanda, e eu por exemplo achei o da Natalie bem sem gracinha, mas o da Freida gostei porque tem aquele toque indiano, que caracterizou bem ela. E o da Jessica Biel que a Amanda esculaxou eu gostei! hahaha

Mas continua dando tuas opiniões! adoramos opiniões! :D

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 3.0 Unported License