Wednesday, April 21, 2010

The Life Pursuit (or, an everlasting week)

Na quinta-feira passada, eu previa que essa semana seria infernal. Eu sabia. Na segunda-feira, assim que acabei de tomar café da manhã, me perguntei se a semana ia acabar logo. E ela mal tinha começado. Coisa boa não viria.

Tudo começou na sexta-feira, quando, no final da tarde, eu fui a uma palestra de um workshop legal que estava rolando na faculdade. Como eu tinha recentemente lido os manuscritos do pessoal que ia apresentar os trabalhos, parecia fazer sentido ir ao evento. Além disso, quem estava organizando a coisa era um professor meu. Ele encorajou os alunos (somos 7, no total) a ir assistir às palestras e depois ir jantar com os palestrantes em um restaurante grego no Upper West Side, Kefi.

O jantar foi pouco interessante, porque o objectivo era que nós conhecêssemos os palestrantes e discutíssemos os manuscritos (a que tivemos acesso privilegiado) com eles. Só que o pessoalzinho (os alunos, no caso), não entendeu a brincadeira. No final das contas, quase todos os alunos (incluindo eu) ficamos sentados em uma mesa, enquanto os palestrantes sentaram-se na outra. Ou seja, tive que ficar tendo conversas de elevador com pessoas muito pouco interessantes. Gênio. A coisa começou bem. O ponto alto da noite foi o vinho. Tomamos uma garrafa de Domain Mercouri (safra 2005), um vinho grego com notas bem fortes de cassis.

Sábado não foi tão diferente. Exceto pelo fato de que não teve jantar - nem vinho. Palestras o dia inteiro. E cheguei em casa morta de cansaço.

Domingo foi meu dia "de folga", o que significa que eu fiquei trabalhando (em casa) praticamente o dia inteiro. Pelo menos o dia me rendeu progresso considerável em um artigo que comecei a escrever recentemente.

Aí chegou a segunda-feira. De volta a Manhattan. Dessa vez, outro evento. O evento mesmo seria só na terça. Mas na segunda à noite teve o jantar de abertura para convidados (organizadores, palestrantes, benfeitores da faculdade... e eu). Foi um jantar super formal - e eu era a única "civil" em uma mesa com banqueiros e membros de alto calão da agência americana de proteção ambiental. Claro que fiquei super à vontade. E dessa vez, o vinho era só razoável.

Cheguei em casa (depois daquela meia hora deliciosa no metrô) lá pelas 22h30. Aí, quando deito na cama... o maior cheiro de gás do mundo! Já tivemos uma outra situação com gás aqui no meu apartamento (outra história, e deverá ser contada em outra ocasião), então, deu um pouco de pavor.

Abrimos a janela, fechamos a posta do quarto, colocamos uma toalha na fresta no chão e fomos dormir no outro quarto. Depois dessa comoção toda, obviamente não dormi muito bem.

Mas na terça-feira, tinha que acordar às 7h30 para poder voltar ao Upper West Side para o tal evento. Delícia. 8h15 em ponto pego o metrô, depois de me permitir chegar ligeiramente atrasada, às 8h40. Passada rápida na Starbucks para um chá (vanilla rooibos) e bora ver o que o pessoal da agência de proteção ambiental tem a dizer. Tá, só aguentei até a hora do almoço. Peguei o metrô de volta. Passei em casa rapidinho e fui para o meu escritório - a minha uma hora preferida do dia (sem ironia nenhuma - sad but true). E lá fui eu para minha aula de bioética, discutir terapia genética (minha genuda parte preferida do dia, porque os debatedores deixam um pouco a desejar). Aí, cheguei em casa lá pelas 20h30, achando que o dia tinha, finalmente, acabado. Quanta ingenuidade! Ainda recebi uma ligação über importante, que deixou o resto da minha semana ligeiramente mais atarefada. E viva!

Previsão para o resto da semana: quarta-feira à tarde, Union Square; à noite, apresentação na inauguração da nova série de eventos que (hopefully) vou conseguir promover com mair regularidade a partir de setembro; quinta-feira: aula seguida de reunião, seguida de ação visual/trabalho de divulgação de outro mega-evento (detalhes em um futuro próximo); sexta-feira: reunião em Manhattan (Soho), escritório, aula.

Acho que já perguntei isso, mas... quando é que essa semana acaba, mesmo?

1 comment:

C.Dias said...

Hey, sweetie! Vai com calma aí, ein! Confesso que adoro ter amigos importantes e super chiques mas francamente prefiro os amigos felizes e mais importante que isso, VIVOS!;-)

Boa sorte com o resto da sua big week e se lhe sobrar forças pra um skype a gente se fala do fim de semana, ok?
bjs darling
Cassy

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 3.0 Unported License