Monday, July 5, 2010

Jumping someone else's train (or, getting to Slovenia)

Hoje acabou a preguiça e vou começar um briefing rápido da minha última viagem. O destino principal da viagem foi Bled, na Eslovênia. Mas, e aí, Bóris, como faz pra chegar na Eslovênia, a partir de São Paulo?

É aí que Veneza entra na história. O ponto mais próximo de Bled na Europa, com voos do Brasil é Veneza. Doze horas de voo, escala rápida em Roma e... tah!dah! Chego em Veneza. Veneza é o inferno na terra. Caos. Dante, quando escreveu o Inferno, deve ter morado em Veneza. Calor, malas e pontes. Muitas pontes. O pessoal só esqueceu de me avisar que as pontes (milhões delas! milhões!) são estilo "escada": degraus para subir e degraus para descer. Nada de rampinha. E eu, com malas. Foi lindo!

Aí, só passei uma noite lá e, no dia seguinte, fui pegar meu trem para a Áustria (o trajeto mais rápido para Bled envolvia uma baldeação em Villach, uma cidadezinha muito bonitinha, na Áustria). Mas na hora em que eu comprei o bilhete do trem, o cara me avisou: "olha, eu estou te dando um bilhete de trem, tal... ma questo non è un treno. È un autobús. Capisca?"

Ahn. Ok.

Fui eu pegar o tal ônibus, que estava marcado para sair às 11h20 da manhã. Cheguei lá às 10h30 e esperei. 11h, e nada. 11h10 - nada. 11h20 - nada. 11h30 - nada. Pânico. E se o cara me enganou? (sei lá, né, estava na Itália, tal - mas, por outro lado, é a Itália, as coisas atrasam...). 11h40 - nada. 11h50 - nada. Quando deu meio-dia, eu já estava tramando voltar lá onde eu comprei o bilhete, pra xingar o cara. Mas eis que: o ônibus chega. Com quase uma hora de atraso!

Mas tudo bem. E vambora pra Áustria, onde as pessoas falam alemão, e as coisas são pontuais. Tipo o céu.

Chego em Villach e, em vez das duas horas que eu teria para a baldeação, tive uma hora só (por conta do atraso do ônibus). Chegando na estação de trem, fui comprar um bilhete para Bled. E o cara me avisa: "olha, eu estou te dando um bilhete de trem, tal... aber dies ist kein Bahn. Sie müssen denn ein Bus aussen nehmen. Verstehen Sie?"

Você está de brincadeira, né? Tipo, acabaram com os trens na Europa e substituíram TODOS por ônibus? HOJE. É isso?

E lá fui eu pegar o tal ônibus. Esse foi até Rosenbach, uma micro-cidade já bem pertinho da fronteira com a Eslovênia. Lá, todo o pessoal desceu do ônibus e pegou o trem que fazia o resto do trajeto, passando por toda a Eslovênia e indo até Zagreb, na Croácia. Meia horinha a partir de Rosenbach e finalmente cheguei em Lesce, na Eslovênia, onde o dono da Penzion onde o Respectivo e eu ficamos já estava me esperando, de carro.

Ou seja, a idéia de ir para Veneza e, de lá, para Bled até que foi boa, já que eu dispunha de seis horas para ficar em trânsito para rodar míseros 173Km! Esperto foi o Respectivo, que voou para Londres e, de lá, pegou um EasyJet direto para Ljubljana!

O tempo total de viagem dele foi de umas 8 horas. O meu? Dois dias!

No comments:

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 3.0 Unported License